sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Festas Nacionais II

Neste mês comemorou-se 53 anos da independência do Gabão (Fête de l`Independance). Como no Réveillon, foi um espetáculo grandioso. Desde julho a cidade já estava decorada com luzes nas cores da bandeira. 

Durante os dias 15, 16 e 17 de agosto ocorreram diversas atividades protocolares (dia da bandeira, desfile militar, apresentação da esquadrilha da fumaça, parada cultural,  jantar de gala...) como no ano passado, sempre com a presença do presidente.

Na noite do dia 17 a população se reuniu na via principal da cidade, na beira mar, para ver o show: um telão com imagens de símbolos da cultura gabonesa e músicas sincronizadas com a queima dos fogos por mais de 30 minutos! 

Uma festa belissimamente organizada.












Trophée des Champions

No começo do mês de agosto, o Gabão recebeu a final da Supercopa da França, o Trophée des Champions. 

Cantando ici c´est Paris (aqui é Paris) a população lotou o Stade de L'Amitié, que tem capacidade para 40 mil pessoas! 

A partida Paris Saint-Germain (PSG) X Bordeaux estava com gostinho de Brasil - 5 jogadores dos times eram brasileiros! 

Para o delírio dos gaboneses, maioria torcedores do PSG, o resultado foi 2 x 1 - com direito a entrega do troféu pelas mãos do presidente do Gabão Ali Bongo Ondimba ao capitão Thiago Silva.

Foi incrível ver bandeiras da França e do Gabão por todos os lados! Mas eu estava com a camiseta da Seleção! :D

















quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Uma praia levemente diferente

Se tem uma coisa aqui em Libreville que eu não me canso de admirar é a leveza dessa juventude!

É verdade, eles usam muita roupa na praia! Mas lembrem que uns poucos anos atrás a praia nem era frequentada devido às lendas de possíveis "espíritos do mar". 

A juventude gabonesa é orgulhosa de sua pátria, amam as novidades tecnológicas, vestem-se com a intenção de mostrar que são "moderninhos", gostam de R&B, hip-hop e se encontram nas tardes de domingo em determinado ponto da praia para ouvir música e ver apresentações de danças que acontecem em dois palcos montados pelas operadoras de celular. Até aqui nada muito diferente de qualquer jovem brasileiro, não é?! 

Existem, porém, duas atitudes que chamam a atenção: é raro ver casaizinhos de mãos dadas - preferem andar lado a lado, demonstrando com discrição alguns gestos de carinho; e ainda mais raro é ver bebidas alcoólicas ou cigarros entre a juventude. Drogas? Nem se fala. 

É uma juventude, sem dúvidas, levemente diferente... 



















II Simpósio de Escultura em Madeira - Libreville

Sim, estou aqui! Não desisti não, Marcelo! :D

E eu que pensava que neste ano eu iria escrever muito mais aqui no blog... Não estou escrevendo, mas continuo registrando os momentos!

Nos próximos posts deixo as imagens de eventos e lugares de Libreville. 

Eternizando, compartilhando...